quarta-feira, 29 de maio de 2019

o divino do inferno - tu sem mim não sou nada poesia heleno pinhal


Para viver no real mundo
Vou mais seguro e constante
O que sinto sai do profundo
Dos meus desejos sou amante.

Um pensamento bissetriz
Cria este métrico projeto
Flui do que penso, é a raiz
Põe o que escrevo a descoberto.

Se me distraio num segundo
Caiu num ápice importante
Desponta um poema oriundo
Deste registo ser calmante.

A carne veste o esqueleto
No coração um chamariz
Propalado neste panfleto
Onde o querer é já o fiz.

2010-12-16, Café Nutritiva Moderna, Setúbal

Sem comentários:

Publicar um comentário