sexta-feira, 10 de maio de 2019

Sapato mal atado - farolas heleno pinhal



Um cordel maleável num sapato mal atado, faz-me ficar aqui sentado.
Agacho-me bem concentrado, dou dois laços e o sapato deixa de estar mal atado e fica bem apertado.
Apertado até demais, agora que me endireito, embora já não o calque continua imperfeito. Teimosia de atacador!
A culpa é dos pais. Os pais já não ensinam os filhos a atar os atacadores.
Pais! Mães de todos os cantos do planeta que tenham filhos na idade de se calçarem, ensinem-os a apertarem os sapatos.
Com o polegar e indicador da mão direita e os mesmos dois dedos da mão esquerda, cruza-se o cordel como um desenho de um éle. Um éle minúsculo, igual aos que se fazem na primária. Com dois éles faz-se um nó à medida certa. Um nó à maneira, nem muito apertado nem com grande deslace.
Vá lá, pais e mães de todos os cantos do planeta que tenham filhos na idade de se calçarem, ensinem-os a apertarem os sapatos. Ensinem-os bem e ainda hoje, para que amanhã não andem por aí tantos sapatos mal atados.
Sapato mal atado - farolas heleno pinhal


Sem comentários:

Publicar um comentário