sábado, 11 de maio de 2019

lacuna no dodecateão - tu sem mim não sou nada poesia heleno pinhal


uma deusa foi por mim criada
e exibe um olhar interessante
não me resiste, vai ser amada!
vamos ser um por um instante.

pega-me na gola do casaco
desabotoa o corpo. safada!
a deusa roda, eu por cá estaco
a vê-la dançar sem vestir nada.

solto-me dela com toda a pressa
para a ver na minha companhia
aproveitamos o que interessa
agora somos mitologia.

Sem comentários:

Publicar um comentário