sábado, 11 de maio de 2019

anfiteatro interior - tu sem mim não sou nada poesia heleno pinhal


tenho um coração que bate
junto ao cérebro que pensa
os dois trabalham com arte
numa completude imensa.

esta equipa sem derrota
põe-me toda mente lida
numa brisa sai da porta
pro fim do mundo perdida.

linda visão controversa
entrem, venham conversar
quando a tensão dispersa
já ouço de novo o ar.


Sem comentários:

Publicar um comentário