sábado, 11 de maio de 2019

ágape - tu sem mim não sou nada poesia heleno pinhal


o silêncio é franciscano
neste posto de alma tédio
vácuo agro num monte plano
penso às voltas. não há remédio.

a mente prende o desafio
e regresso à normalidade
não minto, nem nunca sorrio
jamais mostro parcialidade.

tenho de treinar a paciência
saber esperar com alento
utilizar inteligência
redesenhar o meu talento.

Sem comentários:

Publicar um comentário