quarta-feira, 16 de janeiro de 2019

Perversidade inflexível – Incompleto Organismo de Heleno Pinhal


Formas envernizadas, escoltadas e paradoxais. Donzelas a afagarem corrimões para os olhos acossados e presidentes aos gritos, açambarcadoramente, exibindo a ausência completa de agilidade emocional.
A apresentação da milícia prepara os alicerces deste pau-de-cabeceira. Pobrezinho e caladinho? Rolha metida sem saca-rolhas? Garrafa de butano a cinquenta graus?
Se ridicularizar o sistema ele enregela e parte, se injuriar em chinfrim, sem tergiversar na educação, permaneço ileso às cargas d’água e pés-de-vento. Agarro-me a estes moldes literários e com frinchas para a realidade apelo à mastreação de um enredo de quatrocentas páginas.
Esperem por mim para nascer, eu vou já!
2006-04-26 Gato Preto, Aveiro, 22:29:03 h

Sem comentários:

Publicar um comentário