sexta-feira, 10 de maio de 2019

Ventos Jónios - corpo de água poesia heleno pinhal


abrir um doutoramento
mais uns dias e estou lá
ampliar o meu talento
depois vejo o que isto dá.

corpo, copo de energia
utilizada em mau esforço
cansado dia-a-dia
enfiado neste poço.

os dedos dos braços doem
o cérebro comatoso
cruzo-os e ambos rompem
num discurso litigioso.

Sem comentários:

Publicar um comentário