sexta-feira, 10 de maio de 2019

Ingenuidade Infantil - farolas heleno pinhal


Ao lado da minha casa existe uma porta velha com um pequeno buraco onde mal cabe a minha mão. Passava por lá quando vi quatro crianças, uma delas estava agachada com o braço enfiado na pequena abertura.
ingenuidade infantil 2 - farolas helenopinhal.blogspot.com
Aquilo causou-me uma impressão alegre e perguntei curioso:
- Para que estás aí agachada, com o braço nesse buraco?
- O meu cão fugiu lá para dentro! - Respondeu a dona inclinada.
- Então tu achas que consegues agarrar o cão assim? De certeza que está a passear lá dentro.
- É pequenino, está a ver a correia dele! - disse um deles, mostrando-me a trela que tinha na mão.
Andei dois passos, certo de que conseguiam recuperar o cão fugitivo, mas com um ar velhaco ainda perguntei:
- O cão tem telemóvel?
- Não!.. Porquê? - Questionou a dona do cão, agora em pé, com os dois braços à mostra. 
Aproveitei que estavam todos a dar-me atenção e respondi com ar maroto.
- É que senão podíamos telefonar-lhe.
Ri, juntamente com quase todos e virei costas. Mal dei dois passos ela voltou a perguntar:
- Tem um jornal?
Um jornal – pensei - deve de ser para iluminarem o buraco com o fogo e ainda se queimam.
- Para que queres o jornal? - Perguntei com a mania adulta da ingenuidade infantil.
- Para o cão ler! - Respondeu.
Eu desta vez não ri, mas eles sim com a toda a sua simplicidade pueril.
ingenuidade infantil 1 - farolas helenopinhal.blogspot.com


Sem comentários:

Publicar um comentário