quarta-feira, 8 de maio de 2019

gesto a jeito - poesia heleno pinhal


caio leve e torto voo
ando meio ciciante
ou parto ou então enjoo
num torpe ósculo de amante.

se demorar mais um pouco
parto os ossos do desejo
chego até a ficar rouco
alucino como um beijo.

de inspiração empedrada
empurro o ar muito perro
de expiração estrelada
sai o frio entra o ferro.

Sem comentários:

Publicar um comentário