sábado, 11 de maio de 2019

escoltar a aurora - tu sem mim não sou nada poesia heleno pinhal


tocam sinos no coreto
chamo letras à tragédia
o teu sorrir é comédia
que transforma o meu aspeto.

bicas, mesas e tabaco
selam tempos de luneta
o passado em bicicleta
um recordo onde atraco.

de parado voo pro alto
em voo livre e torcaz
exercício eficaz
só na descida é que acalmo.

subo de novo e apanho
nuvens finas e às cores
faço deles lindas flores
com o bom gosto que tenho.

Sem comentários:

Publicar um comentário