sexta-feira, 3 de maio de 2019

Comenos XIV - A matemática dos sentidos - Comenos Helenísticos Heleno Pinhal 2003


Se a unidade de medida para sentir for estudada, decerto o entendimento dos que sofrem com palpitações emocionais, crónicas ou agudas, repousariam nesta tarde solarenga como os gatos que ali estão. Três competentes felinos lambem as patas estendidos na carpete acastanhada carregada de sol.
São necessárias fórmulas para o amor, para o desengano, volúpia e atrapalhação. São precisos pressupostos para os idílios, para a incompetência e vanidade. Investigadores para criarem teses e exploradores a andarem por aí, no mais desconhecido meio humano, a registar os princípios que as sustêm.

Sem comentários:

Publicar um comentário