sexta-feira, 10 de maio de 2019

Alegoria - corpo de água poesia heleno pinhal


sentada, pronta, às vistas
retém olhos satisfeita
exprime vidas moralistas
é simples, é perfeita.

corre livros pelas bocas
toquezinhos de vingança
pálpebras fecham em tocas
encobrem o negro da lembrança.

vira a norte expedito
unta ardis de sacripanta
rédeas curtas, infinito
cora as faces e espanta.

Sem comentários:

Publicar um comentário