quarta-feira, 29 de março de 2017

Pancarta*


Escrever um nada
num gume de espada. 

Voltear e de novo
dentro dum ovo
orações de santos
aguçadas nos cantos
repelem dos dias os prantos. 

Fico demente
e de repente
a flecha do real
crava-me no ombro um punhal.

Recupero do ruim
e deixo de distrair-me de mim.



*diploma oferecido pelos reis que davam terra

Sem comentários:

Publicar um comentário